Confira aqui as respostas para dúvidas mais frequentes em relação aos serviços e produtos da Concrebras. Caso você queira mais informações, entre em contato conosco. Estamos à disposição para atendê-lo.

Institucionais

Qual é o endereço da Concrebras?

A Concrebras possui centrais em diversas cidades do Paraná e Santa Catarina.
Clique aqui para conferir os endereços e telefones de contato.

Como enviar o currículo para o RH?

Cadastre seu currículo no próprio site da Concrebras no link Trabalhe Conosco.

Quantos anos a Concrebras possui?

A Concrebras está no mercado brasileiro há mais de 50 anos e é hoje um dos mais importantes nomes na atividade de concreto dosado em central. Desde 2001, faz parte do Grupo Itambé.

O que é o Massa Cinzenta?

É um Informativo Eletrônico que oferece informações sobre a construção civil, dicas de como construir melhor, além de curiosidades e entretenimento. Clique aqui e saiba mais.

A Concrebras tem uma assessoria de comunicação/imprensa?

Sim. Para falar com assessoria de comunicação ligue para (41) 3317-1140 ou utilize o formulário de contato.

Comerciais

A Concrebras só fornece concreto?

Sim. A Concrebras é especializada em serviços de concretagem.

A Concrebras fornece cimento?

Não, a empresa do grupo que fornece cimento é a Cimento Itambé.

Quais são os tipos de concreto que a Concrebras fornece?

Concreto Autoadensável
Concreto Colorido
Concreto com Adição de Fibras
Concreto com Impermeabilizante
Concreto Compactado a Rolo – CCR
Concreto de Alta Resistência Inicial
Concreto de Alto Desempenho (CAD)
Concreto de elevado módulo de elasticidade
Concreto Estabilizado
Concreto Extrusado
Concreto Fluido
Concreto Leve Estrutural
Concreto para Estacas de Hélice Contínua
Concreto para Lamelas
Concreto para Pavimento Rígido
Concreto para Pisos Industriais
Concreto Pesado
Concreto Projetado
Concreto Refratário
Concreto Resfriado
Concreto para Pré-Moldados

Quais são as vantagens do concreto da Concrebras?

  • Experiência nos diversos segmentos da construção civil (obras públicas, comerciais, industriais e residenciais);
  • Moderna frota de equipamentos;
  • Centrais automatizadas;
  • Equipe qualificada de profissionais;
  • Atendimento personalizado;
  • Capacitação técnica associada ao apoio logístico;
  • Os produtos e serviços seguem rigorosamente as normas brasileiras, desde a aquisição dos insumos até a entrega na obra;
  • O concreto produzido pelas centrais é analisado sistematicamente através de amostragem e moldagem de corpos de prova que são rompidos e os resultados informados aos clientes através de Certificados de Resistência.

Que tipo de obra pode utilizar o concreto da Concrebras?

Qualquer tipo de obra. A Concrebras atende desde construções simples, como calçadas, até o fornecimento para uma instalação industrial do porte de uma refinaria de petróleo, um shopping center ou uma hidrelétrica.

Todas as obras possuem suas particularidades e recebem da Concrebras todo o apoio técnico e logístico necessário para que o resultado seja o melhor para o cliente e para o usuário final da edificação.

Como comprar ou solicitar a cotação de preço do concreto?

Entre em contato com um Executivo Comercial da Concrebras através de um dos telefones da central mais próxima da sua obra e solicite um orçamento. Para facilitar o processo de compra, tenha em mãos as seguintes informações:

  • Resistência (fck) – indicada no projeto estrutural;
  • Volume estimado da obra;
  • Tipo de lançamento (como o concreto será levado do caminhão até as peças a serem concretadas);
  • Cronograma de concretagem;
  • Outras necessidades ou especificações da obra.

Qual o volume mínimo para um pedido?

Para comercialização é a partir de 6 m³ (seis metros cúbicos), com entrega mínima de 3 m³ (três metros cúbicos), para complemento de concretagens.

A Concrebras fornece concreto para todas as regiões do Brasil?

Não. Atualmente a Concrebras fornece concreto apenas para os estados do Paraná e Santa Catarina. Clique aqui para conferir os endereços e telefones de contato das cidades atendidas.

Que tipo de concreto deve-se pedir?

O tipo de concreto a ser utilizado deve ser especificado pelo engenheiro responsável da obra. Ele deverá indicar o fck (resistência), o tamanho máximo do agregado graúdo e o abatimento (slump test). Os agregados podem ser: brita-1 (19 mm), brita-2 (25 mm), brita-0 (9,5 mm) ou uma combinação delas. O abatimento ou slump test normalmente é de 5±1 cm para os concretos convencionais, 8±1 cm ou 10±2 cm para os concretos bombeáveis ou outro valor especificado para concretos especiais. Quanto maior o slump test, mais fácil será a sua aplicação na maioria dos casos. Todas essas características são inerentes ao projeto da estrutura e do processo executivo da obra e a sua especificação não é de responsabilidade da concreteira.

Como programar a entrega?

A programação deve ser feita com base em uma série de informações e condições que vão desde a capacidade e velocidade de aplicação do concreto na obra, até a disponibilidade da frota de caminhões betoneira e da capacidade da central dosadora.

Como receber o concreto na obra?

a) Verifique o Documento de entrega

Primeiramente verifique se as especificações solicitadas no pedido foram atendidas e estão descritas no documento de entrega. Deve-se checar:

  • Resistência característica (fck);
  • Abatimento (slump test);
  • Volume da carga;
  • Tamanho máximo da brita;
  • Outras especificações como consumo de cimento, aditivos especiais, adição de sílica ativa ou outros materiais.

 

b) Verifique o abatimento (slump test)

Além de verificar o documento de entrega, ao receber o concreto pode-se verificar também o abatimento através do ensaio do cone (slump test). Esse ensaio é importante para confirmar se o teor de água está de acordo com a formulação.

Se o abatimento estiver fora do limite de tolerância estabelecido no documento de entrega, o concreto estará adulterado de forma a não garantir a resistência característica especificada, comprometendo assim a qualidade final da obra.

É importante lembrar que ajustes de abatimento podem ser aceitos desde que não ultrapassem o limite máximo especificado no documento de entrega e o aumento de abatimento não seja superior a 2,5 cm conforme especificado na NBR 7212. A perda de abatimento ocorre após a adição de água na central e é decorrente da perda de água por evaporação e da absorção dos agregados dependendo também das condições de temperatura e umidade do ambiente assim como da temperatura da mistura.

Técnicas

Quais são as principais características do concreto?

As principais características do concreto estão relacionadas aos dois estados que ocorrem durante a sua obtenção: estado plástico e estado endurecido.

Quais equipamentos são usados para lançamento na obra?

A Concrebras dispõe de bombas de concreto com características apropriadas a cada situação de lançamento.

Bombas estacionárias – para bombeamento a grandes alturas, utilizando-se tubulações fixadas à própria estrutura da obra.

Bomba estacionária com mangote flexível de bitola de 75 mm – para concretagens de menor volume e com apenas um operador de mangote.

Bomba lança – de vários alcances para colocar o concreto até o sexto pavimento ou a até 35 metros de distância.

Por que devemos adensar (vibrar) o concreto?

O adensamento ou vibração é de fundamental importância para o perfeito preenchimento das fôrmas, assim como para a eliminação de vazios no interior das peças concretadas provocados por aprisionamento de ar. A eliminação desses vazios garante a continuidade das peças estruturais assim como a aderência do concreto às armaduras.

O adensamento com o uso de vibradores elétricos de imersão é o mais comum, além das réguas vibratórias, acabadoras de superfície, vibradores externos (fixados nas fôrmas), mesas vibratórias e rolos compactadores vibratórios. Deve-se atentar para o uso correto dos vibradores de agulha, evitando-se principalmente a agulha na posição horizontal, assim como é importante evitar o contato do vibrador com a armadura, o que provoca o descolamento da mesma, diminuindo a aderência entre os dois materiais.

Quais cuidados devem ser tomados após o lançamento do concreto na obra?

O principal cuidado com o concreto, imediatamente após o lançamento, é a “cura”. Cura é o procedimento que se faz para evitar a evaporação da água e a consequente fissuração. Normalmente a preocupação maior é com grandes superfícies horizontais como pisos e lajes, casos em que o contato com o ar e a incidência de sol podem agravar a evaporação. Geralmente, os procedimentos utilizados são: aspersão de água, mantas saturadas com água, espelhos de água sobre pisos ou curas com películas formadas por pintura química. Porém, peças delgadas como pilares e vigas, quando desformadas precocemente, sofrem perda excessiva de água de maneira irreversível e, consequentemente, perda da resistência, pois apresentam uma grande superfície exposta ao longo e em torno de toda a peça. Nesse caso normalmente não ocorre fissuração, mas há perda elevada de resistência. Recomenda-se que a desforma de pilares e vigas seja feita após 3 a 5 dias, no mínimo.

Por que o concreto fissura?

As fissuras que ocorrem logo após o lançamento, com maior incidência em lajes ou pisos, são provenientes de diversas causas. A principal delas é a retração plástica, que ocorre devido a tensões de tração provocadas pela perda excessiva e precoce da água por evaporação. Esse fenômeno é potencializado quando a concretagem é feita em tempo quente, com vento, com baixa umidade relativa do ar, com superfície desprotegida do sol e usando concreto com quantidade de água muito elevada (slump test acima do especificado). As fissuras também ocorrem onde a camada de concreto tem pouca espessura e as tensões de tração não são absorvidas pela armadura ou por elementos incorporados à massa como fibras de aço, polipropileno ou nylon. Para evitar que ocorram fissuras, é fundamental o procedimento de “cura” com aspersão de água, ou outro procedimento que evite a perda excessiva da água.

Outro tipo de fissura que ocorre ainda no estado plástico são as decorrentes da acomodação plástica. Um exemplo ocorre quando concretamos, numa mesma etapa, pilares, vigas e lajes. No topo dos pilares ocorrem fissuras horizontais que são decorrentes da acomodação plástica do concreto contido no pilar e que não é acompanhada pelo concreto das vigas e lajes. Esse fenômeno é comum e pode ser evitado realizando a concretagem dos pilares separadamente ou fazendo a revibração antes do endurecimento.

As fissuras estruturais ocorrem após o endurecimento do concreto e também possuem diversas causas, normalmente relacionadas ao carregamento estrutural, dimensionamento e execução das peças, assim como da solicitação antecipada quando o escoramento é retirado precocemente.

O que é slump test?

Slump test é nome dado ao ensaio que se faz com o concreto no estado plástico para medir a sua consistência. Quanto mais seco o concreto estiver, menor será o seu slump test e mais difícil será a sua aplicação, na maioria dos casos.

O ensaio consiste no enchimento de uma fôrma tronco cônica, aberta na base e no topo, com concreto no estado plástico. A fôrma é retirada verticalmente fazendo com que o concreto se acomode até ficar estático (parado). Mede-se então, em centímetros ou milímetros, a altura entre o topo da fôrma e a parte superior do concreto obtendo assim o valor do abatimento ou slump test. Quanto mais fluido, maior será o slump test.

Todo o procedimento desse ensaio é normalizado e está descrito na NBR NM 67 (Norma brasileira da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas).

O que é corpo de prova e para que serve?

Corpo de prova é uma amostra retirada na obra durante o lançamento. Após 7 e 28 dias a amostra é ensaiada em laboratório para verificação da resistência. Todos os procedimentos de retirada da amostra, moldagem dos corpos de prova, cura e rompimento são descritos pelas normas da ABNT. O ensaio de resistência consiste na aplicação de uma carga de compressão até o rompimento do corpo de prova. Isso é feito com uma prensa hidráulica que, através de um manômetro, indica qual a carga em Kgf (quilogramas força) ou em KN (quilo Newton) é aplicada no corpo de prova.

O que é fck?

O (fck) é uma sigla que compreende a resistência característica do concreto, para efeito de dimensionamento e cálculo estrutural. Ou seja, é a resistência mínima que o concreto deve atender dentro de uma análise estatística, para que garanta a estabilidade da estrutura.

O que é MPa?

MPa é uma unidade de medida de pressão do sistema internacional. Significa “Mega Pascal”. A unidade de grandeza “Mega” indica a potência (10 ^ 6), ou seja, o valor multiplicado por 1.000.000 (um milhão). Essa grandeza se faz necessária, pois a medida em “Pascal” é muito pequena para a resistência do concreto. A unidade de pressão foi adotada, pois a resistência do concreto é uma medida de força (KN) dividida por uma unidade de área (cm2) resultando em uma unidade de pressão do Sistema Internacional. O Mega Pascal substituiu a unidade utilizada anteriormente (kgf/cm2) cuja conversão se faz dividindo-se Kgf/cm2 pelo valor aproximado de10 para se obter em MPa. Exemplo: fck 200 Kgf/cm equivale ao fck 20,0 MPa.